Na pesca são usadas várias terminologias para designar o local onde se pesca, os objetivos da pesca ou mesmo qual o tipo de pesca. No entanto, a maioria das pessoas desconhecem ou confundem estas terminologias. Assim, é importante esclarecer e definir algumas das mais importantes. A pesca pode ser dividida basicamente em duas categorias:

Pesca Interior: realizada em água doce, como os rios, lagos e represas. Neste caso, não há muito o que se definir, já que a denominação do local é obvia e a esmagadora maioria dos pescadores é amador e esportivo.

Pesca Marítima: realizada em água salgada ou salobra. Com relação a sua natureza, a pesca marítima pode ainda ser subdividida em dois grupos:

A. Relativo ao local onde ocorre a pesca:
1. Pesca Litorânea: realizada nos locais junto à costa, ou na zona litorânea, como as praias, costões, restingas, estuários e lagoas e canais de água salobra.
2. Pesca Costeira: realizada nos locais não muito afastados da costa, ou na zona costeira, dentro dos limites da zona nerítica. Normalmente é realizada com o uso de embarcação, ao largo das praias e costões e ilhas costeiras.
3. Pesca de Alto-mar: realizada nos locais mais afastados da costa, com o uso de embarcação, nas águas oceânicas, ou seja, nos limites da zona pelágica
B. Relativo ao objetivo da pesca:
1. Pesca Comercial: tem o propósito específico da venda ou industrialização do pescado. Pode ser subdividida em duas modalidades:
1.1. Pesca Empresarial: é a pesca costeira ou de alto-mar realizada por empresas do ramo, com embarcação própria. Os peixes são capturados principalmente com o uso de rede de cerco, rede de arrasto, espinhél e linha de fundo.
1.2. Pesca Artesanal: é a pesca litorânea ou costeira realizada por pescadores profissionais embarcados ou não. Os peixes são capturados principalmente com rede de espera, rede de arrastão de praia, espinhél, linha de fundo, tarrafas e vários tipos de armadilha. A pesca artesanal pode, ainda, ser dividida em dois tipos: 1.2.1. Colonizada: realizada por pescadores organizados em colônias ou cooperativas de pesca. 1.2.2. Não-colonizada: realizada por pescadores autônomos.

2. Pesca Amadora: é a pesca litorânea ou costeira realizada por pescadores amadores com o propósito básico de consumo pelo próprio pescador ou para a pequena e eventual venda aos vizinhos e amigos. Os peixes são capturados principalmente com tarrafa, linha de mão e vara de pesca.

3. Pesca Esportiva: é a pesca praticada com o intuito de lazer e para o consumo do próprio pescador. A pesca esportiva pode ser dividida em três tipos básicos:
3.1. Pesca Tradicional: pode ser litorânea ou costeira. Os peixes são capturados com vara e molinete, principalmente nas praias e costões.
3.2. Pesca Submarina: pode ser litorânea ou costeira. Os peixes são capturados com o uso de arpão lançado por arbaletes ou espingardas de pressão, principalmente ao largo das praias e costões e nas ilhas costeiras.
3.3. Pesca Oceânica: é exclusivamente de alto-mar. Os peixes são capturados com equipamentos sofisticados __ lanchas oceânicas (tipo “sportfishermen”) para fazer o currico com vara, molinete e isca artificial.

* Marcelo Szpilman é Biólogo Marinho, Diretor do Instituto Ecológico Aqualung, Editor do Informativo do Instituto e autor dos livros Guia Aqualung de Peixes e Seres Marinhos Perigosos.

Anúncios